13 de jan de 2015

Paetê da Risqué: nova embalagem

     Boa tarde meninas! Como vocês estão? Aqui no sul estamos derretendo nesse calor!

     Hoje vim mostrar uma esmalte pra lá de antigo, mas muito delicadinho. É o Paetê da Risqué.


Na sombra


No sol

   A Risqué na verdade relançou o Paetê, agora, com a nova embalagem. Agora todos os esmaltes vem com a tampinha branca e cortadinha e o nome Risqué registrado na tampa. Achei a embalagem mais bonita e mais moderna. A embalagem da coleção Rendas do Brasil nāo possui mais aquela estampa de renda ao redor do frasco, o que achei uma ótima ideia, pois tenho que admitir que me deixava extremamente agoniada as rendas cobrindo toda embalagem, pois nāo dava para ver o conteúdo do esmalte. O pincel agora vem com mais cerdas, no estilo dos pincéis dos esmaltes estrangeiros.


  O Paetê, assim como os demais esmaltes da Risqué, é hipoalergênico nesta nova fórmula. Paguei R$ 4,32 por ele na farmácia Panvel. Ele promete longa duraçāo, secagem rápida e ultra brilho.
O Paetê é o famoso Renda que já conhecemos com brilhinhos bem delicadinhos.

Foto macro dos brilhinhos

   Passei quatro camadas simplesmente porque tenho agonia de ver a transparência da unha. Achei a fórmula bem líquida e transparente, nāo gostei. Tive que passar muitas camadas e acabei estragando a esmaltação, pra variar. O esmalte também nāo secou rápido, como promete na embalagem. Quanto ao brilho, o esmalte nāo fica exatamente lisinho por causa do glitter.

  O que gostei foi da iniciativa da marca em fazer os esmaltes hipoalergênicos (ou seja, não provocam alergia) e por um preço acessível.
Quanto ao pincel grossinho, gostei bastante dele, facilita a esmaltação da unha do polegar e nāo é tāo grosso quanto os pincéis importados, como da Catrice, por exemplo. Já a tampinha, apesar de bonita, não é tão confortável para esmaltar, pois além de ela ser cortada, ela é mais fininha e oval quando se aproxima da ponta, ficando ruim de segurar.



  Quanto à duração, achei bem ruinzinha, no dia seguinte o esmalte já havia descascado.
O resultado final eu gostei, super delicado e com brilhinhos coloridinhos, um mimo! Mas a fórmula é bem ruim. Não indico.

Por hoje é isso meninas, alguém tem esse esmalte? Vocês gostam dele?
Uma ótima terça-feira para todas vocês! 

3 comentários:

  1. Ainda não comprei a embalagem nova da Risqué, tenho o tule, que é a mistura do renda e do Paris, que eu amo demais. Amei a Risqué relançar seus esmaltes em versões hipoalergênicas, pois as opções sempre foram poucas.
    Amo a marca! Beijo Manu.

    ResponderExcluir
  2. Sim, ótima ideia da Risqué! Achei bem bonita a embalagem, mas não é tão prática como a antiga. Beijo Juju! haha

    ResponderExcluir
  3. Manu, tenho as unhas muito fracas, qualquer coisinha elas já lascam (deve ser por isso que o esmalte não dura nada nelas). Daí, uma vez me disseram que colocar cravo na base fortalecia as unhas. Não sei se isso é verdade, mas deixa um cheirinho muito gostoso depois que seca! Acabei viciando. Sempre tem cravo nas minhas bases, porque eu não gosto do cheiro normal do esmalte, hehe.
    Beijo!

    ResponderExcluir